Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 03/2009
Aula 3
CARTA AOS ROMANOS:
OS DONS E DESAFIOS DA DIVERSIDADE
(12,6 A 12,21)
 
       Os sete "dons" da diversidade: Paulo conhecia bem a comunidade de Roma e por isso mesmo ele destaca neste trecho de sua carta os sete procedimentos ("dons") que os leigos devem seguir na sua vida cristã, quando a ocasião se apresenta. É claro que Paulo não teve a intenção de dizer que são só estes sete procedimentos que são necessários para a vida cristã, mas resumiu neles os principais. Não esquecer que para os judeus daquele tempo, mesmo os convertidos, o número sete era símbolo da perfeição, tanto assim que um dos símbolos da religião judaica é o "menorah", o candelabro de sete pontas. Os sete "dons" da diversidade são os seguintes (não confundir com os sete dons do Espírito Santo): profecia, serviço, ensino, aconselhamento, partilha, presidência e misericórdia.
       1- Profecia:
       "Quem tem o dom da profecia deve exercê-lo de acordo com a fé". A profecia não é a previsão do futuro e sim o dom de falar em nome de Deus. É o dom de possuir lucidez suficiente para saber o que Deus quer e anunciar a Sua vontade para todos. Nem todos tem o dom da profecia, mas aqueles que o tem devem exercê-lo segundo a fé de Jesus Cristo e do Evangelho.
       2- Serviço:
       "Se tens o dom do serviço, exerça-o servindo aos outros". Paulo nos mostra que o serviço é uma coisa essencialmente prática. O serviço é indispensável para a prática cristã. Outro nome do serviço seria a disponibilidade. Estar disponível para quem necessita.
       3- Ensino:
       "Se sabes ensinar, ensine". O ensino corresponde atualmente à catequese. O ensino daquele tempo se baseava principalmente no Velho Testamento e ao anúncio oral do Evangelho. Havia, naquele tempo, os doutores da Lei, que eram os responsáveis pela interpretação da Bíblia e por sua aplicação na vida do povo. Mas Jesus criticou fortemente a interpretação que os doutores da Lei davam às Escrituras, pois eles interpretavam a vontade de Deus segundo seus interesses materiais e pessoais. Por isso, o dom do ensino deve ser exercido cuidadosamente, para que apenas prevaleça a Palavra de Deus.
       4- Aconselhamento:
       "Se podes aconselhar, aconselhe". O aconselhamento está bem próximo do ensino, e pode ser uma conseqüência deste. O aconselhamento era, para Paulo, um modo de acompanhar, orientar e estimular a caminhada na vida cristã, pois os judeus convertidos estavam ainda bem ligados à Lei judaica e frequentemente não sabiam como agir em determinadas situações. Era sempre necessário aconselhar os convertidos para aquilo que Jesus pedia.
       5- Partilha:
       "Quem tem o dom de distribuir donativos, faça-o com simplicidade". A expressão "distribuir donativos" tem dois sentidos: em primeiro a assistência social (opção pelos pobres) e depois a distribuição dos próprios bens (aquilo que é seu), como está descrito nos Atos dos Apóstolos. Os dois sentidos fazem parte deste dom, sendo importante destacar que Paulo pede que a partilha seja feita com simplicidade e não usada para promoção pessoal ou meio para receber reconhecimento.
 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA