Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 14/07/2014
ESCOLA VIVENCIAL DO GED DE PIRACICABA – 2014
A LEITURA ORANTE DA BÍBLIA
14/julho/2014
Como ler a Bíblia em oração -: Todo cristão consciente deve ter em sua casa uma Bíblia. Ela não é um objeto de decoração, apenas para mostrar aos visitantes que somos católicos. Pelo contrário, a Bíblia é a presença de Deus através de sua Palavra, e esta deve ser lida e meditada todos os dias. Por isso, não é o bastante, para o cristão consciente, apenas “ ler a Bíblia”, como se fosse uma leitura qualquer, de uma revista ou mesmo de um livro, por mais interessante que seja. Não. É preciso lembrar que a Bíblia é a Palavra de Deus; por isso, a leitura deve ser feita com o máximo de respeito e atenção, meditando-se sobre o que está escrito. Em outras palavras, a leitura orante, como o nome indica, é uma oração que fazemos a Deus Pai. Desta maneira, deve ser realizada com a entrega de mente e de coração que ela exige.
            Em seguida, segue a explanação de dez pontos necessários para a boa realização da leitura orante da Bíblia:
 
1-      Tomar consciência da presença de Deus e pedir ao Espírito Santo a sua luz -: cada vez que se abre a Bíblia, torna-se necessário lembrar que Deus está presente em cada palavra que se lê, e também que essa palavra significa alguma coisa para nós. Se estivermos lendo aquele determinado texto, é porque Deus nos quer dizer algo dele. Dessa forma, deve-se pedir, antes de começar o estudo, para que o Espírito Santo abra o nosso entendimento e o nosso coração, para que o significado do texto sagrado seja perfeitamente compreendido e, se for o caso, posta em prática.
2 - Fazer uma leitura atenta e sem pressa, com pausas frequentes, do texto escolhido-: quando se lê a Bíblia, a leitura não pode ser distraída e apressada. Uma leitura feita dessa forma não se fixa nem na mente nem no coração, o que foge completamente do objetivo que se busca. Assim sendo, escolhamos um local quieto e, se possível, isolado, a fim de que nada desvie a atenção necessária. Após cada frase, uma pausa ajuda a compreender melhor o seu sentido e se podemos recolher dela algo que se aplique a nós no dia a dia.
3 - Interiorizar aquilo que foi lido -: após a leitura do texto, a nossa oração ainda não terminou. É preciso que se pense naquilo que foi lido e se medite bem acerca de tudo. Isso porque, repetindo mais uma vez, não chega apenas ler a Bíblia. Como todos sabemos, não basta somente ter a Bíblia, nem somente ler a Bíblia. Temos que compreender a Bíblia e por em prática aquilo que ela ensina. Uma boa meditação sobre o que as palavras nos disseram ajuda em muito colocá-las em prática.
4 - Em cada frase da Bíblia, é Deus quem nos fala -: Deus falou, através do Espírito Santo, tudo aquilo que está na Bíblia. Assim, a Palavra de Deus não pode ser questionada e muito menos contestada por qualquer um de nós, seres humanos. Há muita gente que não acredita nisso e mesmo muitos cristãos não concordam com determinadas coisas que são afirmadas na Bíblia. Há muitos cristãos favoráveis, por exemplo, à pena de morte, embora Deus diga não matar. Deus não abre exceções à sua Palavra. Assim, vamos relembrar os dez Mandamentos e, principalmente, o maior dos Mandamentos de Jesus e pensar se não há neles coisas com as quais nós não concordamos, como se pudéssemos contestar a Deus.
 
5 - As palavras que lemos têm a ver com nossa vida -: por mais distante de nossa vida que o texto estudado pareça, isso não é verdade. Se relermos o texto, acabaremos encontrando algum ponto familiar, que pode ser extrapolado para a nossa existência, mesmo que em diferentes condições e diferentes circunstâncias. É preciso então perguntar a nós mesmos o que o Senhor nos está querendo dizer.
 
6 - Marcar bem as palavras que mais nos tocaram -: é muito importante guardar na lembrança aquilo que mais nos tocou. Provavelmente, aí estará o significado, para nossa vida, daquilo que Deus nos quer dizer, como resposta à pergunta do item 5, o anterior.
 
7 - Ler de novo o texto, se não conseguirmos entender -: se não achamos as respostas à nossa leitura, é porque, provavelmente, falhamos em aplicar as condições para uma boa leitura orante. Nesse caso, deve-se começar outra vez e tomar cuidado redobrado na leitura.
 
8 - Revestir-nos das atitudes de Jesus Cristo -:  comparemos o texto lido às atitudes de Jesus e veremos que sempre há concordância, pois Jesus só fazia aquilo que era a Vontade de Deus. É preciso então fazer o mesmo.
 
9 - Pedir a Deus a força para viver aquilo que Ele quer -: feita a leitura orante e compreendido aquilo que Deus nos pediu através dela, peçamos então as forças necessárias para cumprir da melhor maneira a sua Vontade.
 
10 - Agradecer a Deus por tudo o que Ele nos deu -: terminar então a leitura orante agradecendo esses momentos de verdadeira oração. Uma boa maneira de fazer isso é rezando a oração de Ação de Graças.
 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA