Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 20/2010
ESCOLA VIVENCIAL DO GED DE PIRACICABA – 2010
 
20 – CREIO NO ESPÍRITO SANTO
(Itens 683 a 701 do Catecismo da Igreja Católica)
 

O Espírito e a Fé -: S. Paulo Apóstolo nos lembra (1Cor 12, 3) que “Ninguém pode dizer ‘Jesus é o Senhor’ a não ser no Espírito Santo”. Simplificando, pode-se dizer que ninguém terá fé em Jesus se não for tocado pelo Espírito. Pelo batismo, o primeiro Sacramento da fé, recebemos pessoalmente o dom do novo nascimento em Deus Pai por meio de seu Filho no Espírito Santo. Portanto, sem o Espírito, ninguém pode ver Jesus, e sem Jesus, ninguém se aproxima de Deus Pai.

 

O Espírito Santo é o último na revelação da Trindade -: O Antigo Testamento revelava principalmente Deus o Pai e, muito obscuramente, o Deus Filho. O Novo Testamento manifestou o Deus Filho e fez conhecer a divindade do Espírito. O Espírito Santo está agora entre nós e nos concede uma visão mais clara de Si mesmo.

            Crer no Espírito Santo é, então, professar que Ele é uma das Pessoas da Santíssima Trindade, “consubstancial ao Pai e ao Filho, e com o Pai e o Filho, é adorado e glorificado”, como reza o Símbolo Niceno-constantinopolitano.

            O Espírito Santo está em ação com o Pai e o Filho desde o início até à consumação do Plano da Salvação que Deus traçou para nós. Mas é na “plenitude dos tempos” inaugurada pela Encarnação do Filho de Deus que o Espírito é revelado plenamente e acolhido como Pessoa da Trindade Santa.

 

Aquele que falou pelos Profetas -: O Espírito Santo faz-nos ouvir a Palavra de Deus, mas ele mesmo nós não ouvimos. O Espírito da Verdade que nos faz conhecer o Cristo não fala de si mesmo. Mas quem crê em Cristo O conhece, porque O Espírito permanece com ele.

 

Como conhecemos o Espírito? -: A Igreja é o lugar do conhecimento do Espírito Santo, através:

 

 

            -Das Escrituras que Ele inspirou;

 

 

            -Da Sagrada Tradição conservada pela Igreja;

 

 

            -Do Magistério da Igreja, ao qual Ele assiste;

 

 

            -Da Liturgia sacramental;

 

 

            -Da oração, na qual Ele intercede por nós;

 

 

            -Dos carismas e dos ministérios;

 

 

            -Dos sinais da vida e dos testemunhos dos santos.

 

A missão conjunta do Filho e do Espírito -: Quando Deus Pai envia seu Filho, envia sempre também o Espírito de Amor. É uma missão conjunta em que o Filho e o Espírito são inseparáveis, embora distintos. Sem dúvida, é Cristo que aparece, mas é o Espírito que O revela. Pode-se então dizer que, ao cumprirmos a Palavra de Cristo, é o Espírito Santo que nos movimenta e nos anima.

 

O Nome, as denominações e os símbolos do Espírito Santo -: “Espírito Santo” é o nome próprio daquele que adoramos e glorificamos com o Pai e o Filho. A Igreja o recebeu do Senhor Jesus e o professa no batismo de seus novos filhos. A palavra “Espírito” vem do termo hebraico “Ruah”, que significa sopro, vento. Ao enviar o Espírito Santo aos discípulos, Jesus soprou sobre eles.

 

 

            Ao anunciar e prometer a vinda do Espírito Santo, Jesus o denomina o “Paráclito”, que significa “Consolador”. Encontram-se nas cartas de S. Paulo outras denominações: o “Espírito da promessa”, o “Espírito de adoção”, o “Espírito de Cristo” e outras. S. Pedro o chama o “Espírito de glória”.

            Os símbolos do Espírito são:

            - a Água – encontra-se este símbolo no Batismo e significa que o nosso nascimento para a vida divina nos é dado pelo Espírito Santo;

            - a Unção – a unção com óleo é também significativo do Espírito Santo e simbolizada principalmente no Sacramento da Confirmação ou Crisma;

            - o Fogo -  simboliza a energia transformadora dos atos do Espírito Santo;

            - a Nuvem e a Luz – são símbolos inseparáveis nas teofanias (manifestações de Deus Pai);

            - o Selo – é no Espírito Santo que Deus nos marca com seu selo;

            - a Mão – é pela imposição das mãos que Jesus cura os doentes e abençoa;

            - o Dedo – é pelo dedo de Deus que Jesus expulsa os demônios;

            - a Pomba – no Batismo de Cristo, o Espírito aparece sob a forma de uma pomba.

 

 

 

O Espírito Santo e seus dons -: O Espírito Santo nos comunica seus sete dons quando o recebemos: Conselho, Entendimento, Ciência, Fortaleza, Sabedoria, Piedade e Temor de Deus.

 
 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA