Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 23/03/15 - Liturgia: O Ciclo Do Natal

ESCOLA VIVENCIAL DO GED DE PIRACICABA – 2015

 

LITURGIA: O CICLO DO NATAL

23/Março/2015

 

 Momentos do ciclo do Natal -: o ciclo natalino, o segundo ciclo mais importante do calendário da Igreja, é composto por três períodos (ou momentos) que são os seguintes:

1.       Advento;

2.       Natal;

3.       Tempo do Natal.

Cada um destes três tempos possui suas características especiais, que passaremos a estudar em seguida. 

 

O Advento -: o Advento é um ponto forte da Igreja, onde nos preparamos para a celebração do Natal.  O Advento tem suas marcas em dois momentos especiais: o primeiro vai do primeiro domingo do Advento até o dia 16 de dezembro. Neste primeiro momento, a liturgia envolve a segunda vinda do Senhor no fim dos tempos, o que se chama escatologia cristã. O segundo momento do Advento vai do dia 17 até o dia 24 de dezembro. Neste segundo momento, a liturgia vai falar mais diretamente da primeira vinda do Senhor, no Natal.

            O tempo do Advento tem quatro domingos, sendo que o terceiro domingo é chamado “Gaudete” (do latim gaudium, alegria). Os quatro domingos do Advento simbolizam os quatro grandes períodos em que Deus preparou a humanidade, de forma progressiva, para a grande obra de Redenção de Jesus Cristo. Esses quatro períodos são:

            1º. – o tempo que vai de Adão a Noé;

            2º. – o tempo de Noé a Abraão;

            3º. – o tempo de Abraão a Moisés;

            4º. – o tempo que vai de Moisés a Jesus Cristo.

 

            Os quatro domingos do Advento também simbolizam as quatro estações do ano e as quatro semanas do mês. Aqui se pode ver a harmonia existente entre o tempo histórico bíblico e o tempo cósmico. A coroa do Advento, em sua forma circular, com suas quatro velas, chama a nossa atenção para o mistério de Deus que nele vamos celebrar. A cor verde dos ramos da coroa (pinheiro, principalmente) fala do mistério cristão, que nunca perde seu verdor, simbolizando a esperança e a vida eterna. 

            É importante notar que três personagens bíblicos marcam também o tempo do Advento. São eles: o profeta Isaías, São João Batista e a Virgem Maria, Mãe de Deus. Esses três personagens prenunciam a vinda do Messias. O Advento não é um tempo penitencial, mas sim um tempo de expectativa, de moderação e de esperança.

 

 

O Natal -: o Natal é a celebração principal de todo o ciclo natalino, sendo, portanto, o seu centro. Neste dia, Cristo Jesus nasce em Belém (o nome judaico é Beth-lehem, que significa “casa do pão”) na Judéia, em uma noite fria, pois era inverno, o que se supõe por indicações bíblicas e pela tradição.

            É no dia de Natal que se realiza a união hipostática, ou seja, é quando a natureza divina  se une à natureza humana, numa só pessoa, a pessoa do Verbo Encarnado, Jesus Cristo. É um mistério que vai além da nossa compreensão humana, indicando a pura humildade de Deus para com os seres humanos. É uma Graça imensurável. 

 

 

O tempo do Natal -: o tempo do Natal também tem dois momentos, como o Advento. O primeiro é a chamada Oitava do Natal, que prolonga as solenidades natalinas por oito dias, encerrando-se no dia primeiro de janeiro. O segundo momento vai de 2 de janeiro até a festa do Batismo do Senhor, celebrada no domingo depois da Epifania (primeiro domingo após 8 de janeiro), quando então se encerra o ciclo natalino.  As festas e solenidades do ciclo do Natal:

            No Advento: além dos quatro domingos, temos a solenidade da Imaculada Conceição (8 de dezembro) e a festa de Nossa Senhora de Guadalupe (12 de dezembro).

            No Natal: a solenidade principal do ciclo natalino, com vigília e três missas.

            No tempo do Natal: são duas as solenidades e também duas as festas realizadas no tempo do Natal: a solenidade da Santa Mãe de Deus (1º. De janeiro), a solenidade da Epifania (Epifania significa manifestação), no domingo entre 2 e 8 de janeiro, a festa da Sagrada Família, no domingo que cai entre 26 e 31 de dezembro (se não houver domingo neste período, a festa é celebrada no dia 30 de dezembro, em qualquer dia da semana) e finalmente,  a festa do Batismo do Senhor, quando se encerra o ciclo do Natal. Se a Epifania for celebrada até o dia 6 de janeiro, a festa do Batismo do Senhor será celebrada no domingo seguinte. Caso contrário, a festa será no dia seguinte, segunda-feira.

            A festa do Batismo do Senhor marca o início da vida pública de Jesus Cristo.

 

 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA